Toda a tecnologia e experiência da Opto para tratamento de ceratocone dos seus pacientes. Conheça e implemente no seu consultório, hospital ou clínica. 

O Crosslinking é um procedimento cirúrgico para tratamento do ceratocone. Ele tem como objetivo interromper o avanço e evitar um futuro transplante de córnea. 

Atualmente, estima-se que a doença atinja cerca de 150 mil pessoas por ano no Brasil. A boa notícia é que o tratamento com o crosslinking está cada vez mais consolidado com excelentes resultados Para entender melhor sobre esse método, continue a leitura! 

Vamos falar sobre as principais especificações e apresentar um estudo que mostra os resultados de um aparelho alemão e um brasileiro para entender qual a melhor opção para os seus pacientes. 

Como surgiu a cirurgia de crosslinking?

Um avanço muito importante para o tratamento do ceratocone é o Crosslinking. Apesar de ser uma técnica considerada nova, ela surgiu na Europa há cerca de 20 anos. 

Durante muito tempo, os médicos oftalmologistas buscaram uma forma de interromper a evoluçãodo ceratocone que tanto prejudica a visão de pacientes. Muitas vezes, o avanço do ceratocone levava o paciente a um transplante de córnea. 

Desenvolvido por pesquisadores alemães, o tratamento espalhou-se por muitos países, inclusive no Brasil. 

O crosslinking é um tratamento indicado para interromper a progressão do ceratocone. Ele fortalece as fibras de colágeno da córnea, o que evita que ela continue abaulando. 

Ele é indicado para pacientes em estágios leves a moderados, pois pode evitar a necessidade de transplante de córnea. 

Em resumo, após a avaliação do paciente e decisão de se fazer o tratamento, o procedimento inicia-se com a remoção do epitélio, encharcamento da córnea com riboflavina (vitamina B12) e na sequência a aplicação da luz UV do cross-linking. A riboflavina exerce duas funções: protege o endotélio e outras estruturas posteriores da ação do UV e libera oxigênio tripleto que irá gerar ligações cruzadas nas células da córnea. 

Crosslinking: aprovação da ANS 

O procedimento de Crosslinking de colágeno de córnea foi incorporado na Agência Nacional de Saúde (ANS) de acordo com a Portaria n° 486, em 06 de março de 2017. 

Portanto, a técnica já está sendo utilizada no Brasil há alguns anos e tem apoio dos órgãos regulatórios. 

A Opto acredita na eficiência do Crosslinking e, por isso, desenvolveu o próprio aparelho para realizar o procedimento. Unindo a alta tecnologia, expertise e conhecimento, nasce o Opto X-Link, um ótimo custo-benefício para implementar no seu consultório, clínica ou hospital. Conheça! 

Vantagens do OPTO X-LINK

O OPTO X-LINK é um fast-crosslinking, totalmente automatizado com auto-calibração, o que oferece mais segurança e estabilidade ao longo de todo o procedimento. 

Com um controle automático de potência, o Opto X-Link não tem a necessidade de um medidor de potência externo. Tem potência para fazer procedimentos a partir de 4 minutos, mesmo que hoje em dia os procedimentos mais comuns sejam de 10 e 15 minutos e o padrão 30.

A grande vantagem do Opto X-Link é a possibilidade de ajustar o tratamento de minuto a minuto com controle automático para que a dose máxima não seja ultrapassada. Diferente de outros aparelhos de crosslinking corneano do mercado, o fast crosslink da Opto não precisa de Riboflavina de marca específica. 

Os pacientes que podem necessitar do Opto X-Link em combinação com a Riboflavina são aqueles que apresentam: 

Avaliação corneana após ‘crosslink’ utilizando o OPTO X-LINK

Em meados de 2009/2010, a Provisão Hospital de Olhos de Maringá realizou um estudo para avaliar a situação de pacientes que apresentavam ceratocone e foram submetidos a um tratamento de Crosslinking. O estudo foi publicado no site da Scielo. 

Para obtenção dos resultados, foram avaliados dois grupos de pacientes: o grupo A com 36 olhos recebeu tratamento do equipamento crosslink alemão enquanto o grupo B, com 19 olhos, foi tratado com o equipamento Opto X-Link. 

A conclusão do estudo foi que os dois aparelhos apresentaram resultados extremamente parecidos. Nenhum dos casos apresentou infecção ou contaminação ao longo do pós-operatório. 

Com isso, conclui-se que a aparelhagem nacional da Opto é de alta qualidade e eficácia tal como as marcas internacionais. Com a vantagem de que toda a manutenção e assistência técnica está localizada em todo o território nacional. 

Consequentemente você economiza tempo e custo. Além disso, você conta com a facilidade de realizar a manutenção preventiva, o que prolonga o tempo de uso do aparelho. 

Quer saber mais sobre este e outros aparelhos oftalmológicos que a Opto tem a oferecer? Entre em contato conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *